a última do Sr. Zuanazzi

Eu escutei esta entrevista hoje pela manhã. O Senhor Zuanazzi acredita que a ANAC não teve culpa e que deve ser cobrado por aquilo que é de competência da mesma agência reguladora. No site da ANAC encontramos:

DA AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL – ANAC
Art. 1º Fica criada a Agência Nacional de Aviação Civil – ANAC, entidade integrante da Administração Pública Federal indireta, submetida a regime autárquico especial, vinculada ao Ministério da Defesa, com prazo de duração indeterminado.
Parágrafo único. A ANAC terá sede e foro no Distrito Federal, podendo instalar unidades administrativas regionais.
Art. 2º Compete à União, por intermédio da ANAC e nos termos das políticas estabelecidas pelos Poderes Executivo e Legislativo, regular e fiscalizar as atividades de aviação civil e de infra-estrutura aeronáutica e aeroportuária.

E agora?

Fábio

Continue lendo

Se você fosse um marciano e chegasse agora na página da ANAC, o que encontraria sobre o acidente?

Apenas uma breve (possível) referência a uma audência pública sobre Guarulhos. Ah sim, tem concurso público à vista…

naotemcrise.jpg

Claudio
p.s. recomendo também a visita à página do Ministério da Defesa. Tem lá um daqueles links bonitinhos de notícias que se alteram quadro a quadro. Acho que vi algo sobre Congonhas lá.
p.s.2. imagino como é a “inclusão digital” da era “top-top-relaxa-e-goza”: os caras fazem páginas assim, bonitas, sem qualquer ligação com a realidade, mostram pros recém-alfabetizados que ganham bolsa-xx do governo e distribuem os santinhos dos candidatos. Ah, agora sim…entendi…

Continue lendo

Hummm

A matemática da morte

Se o PAC é o grande plano lulopetista para solucionar os problemas brasileiros de infra-estrutura, estamos realmente perdidos – e aqueles gestos obscenos do Marco Aurélio Garcia e do seu assessor podem ser repetidos pelo próprio Lula para todo o povo brasileiro.

Resgatei, lá na Avaliação do PAC, feita em 7 de maio último, uma lâmina de power point que sintetiza quanto está previsto em investimentos para melhorar o fatídico e trágico Aeroporto de Congonhas: míseros R$ 80 milhões, de um total de R$3,1 bilhão a serem investidos em aeroportos, até 2010.

Lembre-se: não fosse o Ministério Público Federal determinar que o Governo Lula recuperasse a pista principal – aquela que foi liberada sem grooving – nem isso teria sido feito. Congonhas continuaria sendo um aeroshopping, em vez de um aeroporto, gerando, é claro, aluguéis, merchandising e outros jabás para o baronato da Infraero.

Claudio

Continue lendo

Nem todo mundo adora tarifas…

A decisão do governo brasileiro de elevar as tarifas de importação para tecidos e vestuário – ainda em discussão no Mercosul – rachou o setor têxtil. Pequenas e médias confecções estão tão preocupadas com o aumento do custo da matéria-prima, que preferem abrir mão da maior tarifa para seu produto. As grifes de moda também são contra a medida, porque não encontram os tecidos que necessitam no Brasil. Já as tecelagens prometem insistir na alta da tarifa e argumentam que também sofrem com a concorrência asiática.

“Se sobe a tarifa para confecção, a matéria-prima vai pedir o mesmo. Nós queremos é tecido barato”, diz Roberto Chadad, presidente da Associação Brasileira da Indústria do Vestuário (Abravest), que reúne 17 mil pequenas e médias de confecções, parte delas localizadas nos bairros do Bom Retiro e Brás, em São Paulo. “Nenhum país promove aumento de matéria-prima. Isso é inédito no mundo”, completa.

Para o diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria Têxtil (Abit), Fernando Pimentel, as tecelagens também estão sendo prejudicadas, porque a significativa apreciação do câmbio erodiu as tarifas de importação. “Defenderemos a nossa proposta em praça pública. Está em risco o sétimo maior parque produtivo do mundo”, diz. O empresário diz que a Abit tem uma visão integral da cadeia produtiva, mas que o eixo central é a confecção. “Temos conselheiros de todos os elos da cadeia”, reforça.

Quem diria…

Claudio

Continue lendo

É a selva..mesmo!

Radar that tracks planes over the vast Amazon jungle failed for several hours early on Saturday, forcing a dozen international flights to change course, Brazilian airports authority said.

The radar glitch came just four days after the country’s worst plane crash and hours after Brazilian President Luiz Inacio Lula da Silva promised swift action to improve air safety.

Four American Airlines flights headed for Brazil turned back to Miami, while five US-bound flights were turned back temporarily, before the radar was restored, local media reported.

The flights had to return to Sao Paulo’s Guarulhos International Airport while the northern Amazon region’s Manaus center went down for several hours, aviation officials said. Flights from Venezuela, Panama and Colombia could not enter Brazil, reports said.

The airports authority, Infraero, said the radar outage forced five other international flights to turn back to Sao Paulo.

More than half of Saturday’s 1,282 flights were held up or canceled.

Leia mais aqui.

Claudio

Continue lendo

Eis sua chance

Prêmio Donald Stewart Jr.

Tema: “Democracia, Economia de Mercado e Liberdade”

1. Do prêmio

O Prêmio Donald Stewart Jr. é uma iniciativa do Instituto Liberal – IL, com o apoio da Foundation for Economic Education – FEE, e se destina a jovens dos 16 (dezesseis) aos 26 (vinte e seis) anos completos, matriculados no 2º grau ou cursos superiores.

2. Do julgamento

Um júri, composto por professores universitários e intelectuais, irá selecionar os três melhores ensaios sobre o tema “Democracia, Economia de Mercado e Liberdade”.

3. Do trabalho

Os trabalhos deverão ser individuais e inéditos. Os trabalhos deverão ser remetidos até o dia 13 de dezembro de 2007, em envelope fechado, em cinco vias, e o autor deverá identificar-se através de RG, CPF, domicílio, endereço e telefones de contato. No trabalho, o autor deverá usar um pseudônimo para dar mais liberdade à comissão julgadora e garantir, ao participante, que não haverá qualquer discriminação. A comissão julgadora só terá acesso ao pseudônimo do autor do trabalho.

4. Da premiação

- Bolsa para o Summer Seminar da Foundation for Economic Education – FEE, em Irvington-on-Hudson, Nova York, com 7 (sete) dias de duração, em agosto de 2008;

- Hospedagem e alimentação durante o período;

- Passagem aérea (Rio/Nova York/Rio);

- Ajuda de custo equivalente a US$ 1.000 para o 1º colocado, US$ 500 para o 2º colocado e US$ 250 para o 3º colocado.

5. Da apresentação dos trabalhos

Os trabalhos concorrentes ao V Prêmio Donald Stewart Jr. deverão ter um máximo de 25.000 (vinte e cinco mil) caracteres, entrelinha 1.5, apresentados em cinco vias em papel A4, acompanhadas de arquivo eletrônico em disquete, formato Microsoft Word, tipo Times New Roman, corpo 12, enviados em envelope fechado onde constará a seguinte destinação:

Ao IV Prêmio Donald Stewart Jr.
Rua Professor Alfredo Gomes, 28 – Botafogo
Cep 22251-080 – Rio de Janeiro – RJ

6. Da entrega dos prêmios

Os prêmios serão entregues em março de 2008.

As dúvidas sobre o Regulamento do V Prêmio Donald Stewart Jr. poderão ser esclarecidas através do telefone (21) 2539-1115, ramal 221, com Ligia, ou pessoalmente, na sede do Instituto Liberal.

7. Casos omissos serão resolvidos pela diretoria do IL.

Desnecessário dizer que o tema é muito interessante, né? Eis o link original.

Claudio

Continue lendo

Meio ambiente e nós

This report says that while many proposed solutions to climate change have the right intentions, they will ultimately fail to protect the planet. The debate about climate change solutions has been hijacked by “negative environmentalism”, the view that thinks that improving the environment has to be done through big government plans to restrict foreign holidays, limit trade, force local shopping, or curb GDP.

Instead, the report says, policymakers need to adopt “positive environmentalism”. This view recognises the importance of dealing with environmental problems but rejects the doom and gloom approach so commonly encountered. It sees the great environmental achievements over the past century and rejects the notion that there are long term limits to economic prosperity. It sees the importance of technology, innovation and economic growth in tackling climate change.

Claudio

Continue lendo

Maximização de votos pelo político racional – exemplo simples

Corra, Lula, corra.

De O Globo, hoje:

“O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que cancelou, na semana passada, a viagem que faria a Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR) para lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) nas áreas de habitação e saneamento, retoma a agenda de viagens pelos estados esta semana. Ele vai se manter afastado da capital gaúcha, de onde partiu o vôo JJ 3054 da TAM, que explodiu em Congonhas, matando quase 200 pessoas. Vai cumprir um roteiro em quatro capitais do Nordeste.”

Claudio

Continue lendo