Lá fui eu de novo

From Drop Box

Pois é. Nenhum prêmio de economia aqui (isto é monopólio de outro Shikida e do Laurini). Mas lá no vigésimo-primeiro campeonato nacional de música folclórica japonesa, na categoria jovem (menos de 60 anos porque música folclórica japonesa, meus caros, não é admirada por muita gente nova não), eu levei o segundo lugar.

Ano passado, no centenário, ganhei meu primeiro troféu. Por este eu não esperava, embora tenha gostado do que fiz lá no palco. Bem, mais um motivo de alegria. Aliás, a equipe mineira não fez feio não. Mandamos bem. Ótimo. Depois eu conto mais sobre a curta viagem.

From Drop Box

ブラジル郷土民謡全伯大会

Eu falei que enfrentei a fera, mas não sabia que havia conquistado o terceiro lugar na minha categoria. Olha só a música folclórica japonesa fazendo parte da minha vida. Legal mesmo é conseguir isto no ano do centenário da imigração, dois dias após o próprio aniversário. Eis a letra da música.

Agradecimentos ao sensei Gustavo Eda pelas aulas de canto e ao acompanhamento de Shakuhachi e Shamisen dos competentes professores de São Paulo. A associação tem sua matriz aqui, no Japão.

A comunidade nikkey ficou mais pobre

Os campeonatos de 民謡 (minyou) da comunidade nikkey nacional ficaram mais pobres. Mas, no longo prazo, a vida de um grande sujeito melhorou muito. Ótimo. Afinal, isto é o que importa.

Valeu pelas aulas, chefe. O videokê daqui será sempre sua casa.